_DSC0106-2

Precificação de projetos de design: saiba como fazer

O design é um processo criativo envolvendo estágios que podem ser difíceis de prever. E um dos desafios que os designers enfrentam quando iniciam um trabalho é a precificação de projetos, ou seja, estimar o valor do seu serviço.

Designers devem ser equipados com o conhecimento e compreensão necessárias para determinar o orçamento solicitado pelo cliente, e isso exige intensa discussão e troca de ideias. Embora cada projeto de design tenha suas próprias características e natureza, existem critérios gerais que podem ajudar em sua precificação.

Aceitar uma oferta de trabalho significa discutir custos. Para ajudá-lo a estimar o orçamento do seu projeto, utilizaremos aqui uma abordagem mais adequada para novos designers, que ainda não têm experiência. Se você se enquadra nesse perfil, não deixe de ler este artigo. Acompanhe-nos!

Precificação de projetos: abordagem

Nesta abordagem, a relação “cliente x designer” se inicia com a definição do orçamento. É aplicada quando o cliente tem um orçamento fixo e gostaria de trabalhar com base nesse orçamento que, normalmente, é um parâmetro mais ou menos dentro do custo estimado.

A vantagem dessa abordagem é a possibilidade de otimizar os custos para caber dentro do orçamento. A desvantagem é que não há espaço para negociação, caso o custo do projeto aumente para você.

Tipos de Custos a Considerar

Cada projeto consome recursos dentro de uma organização: a soma desses custos, além da porcentagem de lucro, forma o orçamento total do projeto. O tipo de custo varia dependendo do tamanho do projeto e da empresa, que também variam de um freelancer para uma agência de design.

Custos Diretos

Possui relação direta com o projeto, total ou parcialmente. Incluem o seguinte:

Custo do trabalho

Representa o custo da equipe envolvida no desenvolvimento do projeto. Geralmente, o custo de mão de obra é calculado com base na taxa horária. Portanto, se a tarefa demora 15 horas, e a taxa horária do designer é de R$ 50,00, então o custo para realizar essa tarefa é:

R$ 50,00 x 15 hr = R$ 750,00

A contratação de recursos externos também é parte do custo de mão de obra. No entanto, alguns profissionais preferem trabalhar com um preço fixo ao invés da taxa horária.

Materiais

Com base nos requisitos do projeto, os materiais necessários para entregar o trabalho devem ser calculados e adicionados ao custo. O custo do material varia dependendo da natureza do projeto de design, como design de moda, design do produto, etc.

Custos extras

Cada projeto tem suas necessidades. Alguns exigem custos extras que devem ser considerados dentro do cálculo de custos. Por exemplo, se o cliente precisa de gravação de áudio para faixas de som, um estúdio precisa ser alugado.

O custo extra deve ser considerado com base no projeto e pode exigir experiência em trabalhos semelhantes, a fim de compreender as necessidades futuras durante o processo de desenvolvimento.

Custos indiretos

São os gastos que não têm relação direta com o projeto, como aluguéis, computadores, mesas e outros fatores extrínsecos. O consumo dos ativos da empresa pode ser considerado parte do custo indireto e também deve ser adicionado ao orçamento do projeto.

Em suma, colocar a estimativa precisa para o orçamento de um projeto de design exige uma compreensão clara e completa das necessidades do cliente em equilíbrio com os ativos em mãos. A maioria dos designers e os novos estúdios de design têm dificuldade em dar a estimativa certa e profissional para uma proposta de negócio.

No entanto, “quebrar” os gastos da empresa com base nos ativos disponíveis e saber quanto cada ativo contribui no desenvolvimento do projeto ajuda na obtenção de um orçamento final e detalhado, necessário para obter a aprovação do cliente.

Considerações específicas devem ser levadas em conta quando a precificação de projetos criativos for feita, devido à natureza e alcance dos mesmos, bem como as preferências do cliente e visão sobre a exposição da marca.

Essas considerações incluem: escrever um briefing criativo e obter informações relacionadas ao design, como as cores e o estilo que representam a marca, para que o designer, o projeto e o cliente estejam todos na mesma direção.

Gostou do conteúdo? Siga-nos no Facebook e Instagram e tenha acesso a dicas e novidades!

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on TumblrEmail this to someone

Leave a Reply